" Mister do Café: Grande decisão do vídeo-árbitro

domingo, 23 de julho de 2017

Grande decisão do vídeo-árbitro

O Sporting apresentou-se ontem aos sócios com uma vitória por 2-1 frente ao campeão francês e semi-finalista da Champions League. Um jogo que ficará na minha memória por ter sido o primeiro jogo disputado pelo Sporting com recurso a vídeo-árbitro. 

E logo no primeiro jogo, aconteceu isto:

Uma grande decisão do VAR



Como podem ver estão 3 jogadores em fora-de-jogo posicional, mas só a acção de um deles é irregular. O golo é anulado pela acção do jogador do Mónaco que passa à frente de Rui Patrício, impedindo-o de ver a bola partir. Com esta acção, o atleta do Mónaco teve clara interferência no lance e o golo foi muito bem anulado.

Uma decisão perfeita, unânime e que nem dá margem para discussão entre os adeptos de futebol. Os responsáveis por esta decisão foram: Manuel Mota, Manuel Oliveira, João Pinheiro e Vasco Santos. 

O Sporting lutou durante quatro anos pela introdução desta tecnologia, na pessoa do seu Presidente, Bruno de Carvalho. Uma tecnologia que visa essencialmente trazer mais verdade desportiva e fair-play ao futebol. Só pelo facto de existir esta possibilidade de rever os lances essenciais, os atacantes e defesas terão outra postura. Um exemplo claro disso, passa pela tentativa de obtenção de golos com a mão. Será que vale a pena o atacante tentar este gesto havendo VAR no jogo? Parece-me que não. 

O VAR não resolverá tudo, mas o erro grosseiro terá os dias contados. 

Agradecer a todos pelo apoio. Se ainda não seguem o Mister do Café nas redes sociais, podem começar já. 

Link do Facebook: (cliquem)
Link do Twitter: (cliquem)

21 comentários:

  1. Excelente a decisão, em jogada normal não teríamos a percepção do fora de jogo, como tal o vídeo árbitro repôs a verdade do jogo. Uma 1ª parte muito boa e vamos ter esperança(verde) de que este ano vamos ser a melhor equipa. Abraço a todos os sportinguistas e aos que pugnam pela verdade desportiva.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não penso ser fora de jogo, porque o jogador em questão não tocou na bola. Eu não sabia que esta era uma regra, mas o jogador não se pode colocar à frente do guarda-redes, como tal, Patrício não estava em pela capacidade para agir sobre o lance, e atrasou-se.

      Eliminar
    2. !!! Fora de jogo posicional claríssimo de 3 jogadores (no estádio ve-se nitidamente o adiantamento) difícil ver foi a acção de um deles ao deslocar-se para a frente do campo de visão do Rui. Muito bem a decisão auxiliar do VAR.

      Num jogo nosso com o carnide o VAR teria intervido?

      Eliminar
    3. Em caso de golo o VAR tem sempre de verificar. Agora se decide contra o carnide já não sei. Nunca foi problema de visão que os impediu de decidir, ou alguém já se esqueceu que o Lucílio decidiu com base na intuição?

      Eliminar
  2. Mister, o busílis da questão é que este tipo de jogos não conta para nada. Quando implicar coisas a sério (pontos, jogos a eliminar, etc...), então teremos em ação os filtros rubros em todo o seu esplendor.
    Mas que vai refrear um pouco a pré-disposição de certos mergulhadores profissionais e outro tipo de artistas, lá isso vai...

    ResponderEliminar
  3. Mister. Só para lembrar que o lance de andebol do pizzi mesmo com video-vigilância não seria penaltie. Sou a favor desta tecnologia, mas enquanto houverem padres a celebrarem e a rezarem, eles vão fazer de tudo para a descredibilizar. Muitos lances cono o do pizzi vão aparecer contra o Sporting e vão passar em claro quando for para o campeonato.

    ResponderEliminar
  4. Quando vi o golo achei perfeitamente legal so so na repeticao me apercebi mas tb e diferente no campo

    ResponderEliminar
  5. Não dá margem para discussão? Os boifiquistas foram logo a correr marrar no verde, como sempre fazem, hoje de manha no café era um chorrilho argumentativo que o video arbitro é uma treta, que só faz perder tempo, que só serve para atrapalhar o jogo, que o Sporting é sempre beneficiado(????ouvir isto da boca dos corruptos é sempre para rir) .... o pessoal do rugby que o diga, com tantos anos de video arbitro e o jogo foi destruído por esses malandros.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quando se decide a favor da verdade desportiva é provável que se esteja a decidir a favor do Sporting, lá nisso têm razão...

      Eliminar
  6. Mas olha que este lance é polémico! O jogador parece não interferir com o Patricio, se reparares, ele tem sempre a bola no seu angulo de visão, o jogador depois nem sequer tem que se desviar da bola. O Patricio atira-se sem hesitar para o lado da bola.
    Sinceramente, não me parece haver irregularidade, mas admito que seja discutível! Também por isto é que não será apenas um video-arbitro!

    Abraço e continuação do excelente trabalho que fazes neste blog!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A Lei do fora-de-jogo diz " obstruindo claramente a linha de visão do adversário". Se o jogador passa à frente do GR parece-me que está necessariamente a obstruir a visão. Isso independentemente de discutirmos se o Patrício lá chegava ou não ou se se atirou ou não para o lado certo.

      Eliminar
    2. Vê o lance a partir da câmara que está a filmar nas costas do Rony Lopes e no enfiamento do remate. O Patrício está tapado por um tipo do Mónaco e vê-se perfeitamente o Rui a tentar espreitar momentos antes do remate. Interferência no lance, golo bem anulado.

      Eliminar
  7. Melhor amostra do VAR parece-me impossível visto que em jogo corrido é, diria, quase impossível para os árbitros descortinar este tipo de lances. Na minha opinião, penso que o que fica a faltar é a comunicação para o estádio. As pessoas pagam o bilhete e têm lances destes em que ficam sem perceber nada... Penso que neste aspeto o VAR terá de evoluir para o sistema do râguebi e do futebol americano onde o árbitro terá de explicar para o sistema sonoro do estádio o porquê da decisão! SL

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo inteiramente com a sua opinião. Quem está no estádio tem o direito de perceber o porquê da mudança de decisão, se é que houve mudança. Nos campos onde há capacidade de difundir imagens, devia passar a imagem que ajudou na decisão.

      Eliminar
  8. Ao contrário do que o Mister afirma no post, esta decisão com recurso ao VAR foi, no mínimo, discutível. Não é claro que o jogador bloqueie o campo de visão do Rui Patrício, ou sequer perturbe a sua acção. Aliás, o guarda-redes do Sporting parece ter sempre os olhos na bola, arma o salto com um timing sem atraso suspeito, sendo batido porque, bem, aquele remate era indefensável.

    Agora dizer "nem dá margem para discussão entre os adeptos de futebol" significa que não sou adepto de futebol, porque acho a decisão discutível? Essa afirmação é que me parece uma declaração de intenções a priori, com óculos um bocado esverdeados... Aceito a decisão do VAR, mas está longe de ser isenta de polémica. Aliás, este é um lance que ilustra na perfeição as limitações do VAR, que só funciona na perfeição em lances de absoluta claridade.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. "Não é claro que o jogador bloqueie o campo de visão do Rui Patrício, ou sequer perturbe a sua acção."
      permita-me discordar da sua opinião.
      Na última repetição é clara a interferência do jogador em fora de jogo no campo de visão de Rui Patrício: Repare que no momento do remate, Patrício ainda anda a espreitar par o lado contrário para ver onde está a bola e por isso atira-se já tarde.
      Ora observe lá bem...
      (atenção: caso o jogador do Mónaco estivesse em linha, o golo era válido)

      Eliminar
    2. Não é claro!!! Ai esses olhos precisam de uma revisãozinha...

      Veja lá bem no video, o Patricio quando o Francês lhe passa à frente, primeiro a esticar a cabeça pelo lado direito do francês e imediatamente a seguir tentar ver pelo outro lado, e devido a isso a lançar-se muito tarde.

      É preciso ser muito vermelho ou anti-VA para não ver isso...

      Veja Lá se melhora a sua honestidade intelectual...

      Eliminar
    3. E você vê claramente aquilo que referi na imagem por trás da baliza...

      Eliminar
  9. Mister, se não viu aconselho a ver a tripla Ribeiro Cristóvão, Fernando Guerra e Jorge Batista a destilarem azia contra o vídeo árbitro na SIC Notícias após o jogo.

    "O futebol é um jogo de erros" foi apenas uma das pérolas.

    SL

    ResponderEliminar
  10. Completamente de acordo com o António Gomes, bem analisado. Há esse momento importante em que se percebe claramente que o Rui está com dificuldades no lance, precisamente porque o jogador do Monaco está a cruzar-se entre ele e a linha de saída da bola. Observem bem que o Rui tenta até espreitar primeiro pelo lado direito do jogador atacante para tentar ver a bola, e é nesse preciso momento que a bola sai e o Rui tenta, já tarde, corrigir o posicionamento e voar para a direção que se apercebe nesse momento que a bola já leva. Pela proximidade que a bola passa da luva do Rui, não tenho dúvidas que sem o jogador do Mónaco à frente da linha da bola, ele teria conseguido lançar-se mais cedo e batia na bola relativamente à vontade. Estava no estádio nesse momento, no topo oposto, e confesso que à primeira, para mim, foi um grande golo. Felizmente já temos o VAR para corrigir erros grosseiros que acontecem devido à velocidade do lance e distância e potência do remate.

    ResponderEliminar