" Mister do Café: RTP - Serviço público de trampa

segunda-feira, 5 de junho de 2017

RTP - Serviço público de trampa


Nos últimos meses a Rádio e Televisão de Portugal tem tido atitudes absolutamente miseráveis de ataque aos dirigentes, treinadores, atletas e adeptos do Sporting CP. Tenho denunciado algumas dessas situações e não me posso calar perante a vergonhosa transmissão da Final da Taça de Portugal que a estação pública proporcionou a todos os portugueses. 

A linha avençada da RTP


Para começo de conversa importa salientar que a RTP escolheu para comentador da final, um comprovado encartilhado benfiquista de seu nome José Nunes, tal como foi denunciado pelo director de comunicação do FC Porto (aqui).


Estamos todos a pagar o vencimento a um senhor que é encartilhado de um clube e que na qualidade de "isento" tem palco para passar todo o tipo de propaganda. Nada de novo, uma vez que ainda na semana passada a Antena 1 convidou Carlos Janela na qualidade de comentador "isento" para falar sobre a actualidade desportiva nacional. Estamos apenas e só a falar da pessoa que escreve esta cartilha de ódio que é paga pelo Benfica. Só mesmo nesta república das bananas é que isto acontece. Mas, regressando ao tema.

No vídeo seguinte, deixo alguns exemplos da forma como a RTP interrompeu por diversas vezes a final da Taça de Portugal para passar um concerto musical que estava a ser realizado à mesma hora na cidade de Manchester. Em ecrã inteiro, dividido, ou até com um pequena janela no canto inferior direito. Tudo serviu para interromper o jogo. 


O anuncio da transmissão dos jogos da Taça de Portugal em masculino e feminino foi assumido pela própria RTP na voz de Hugo Gilberto, director-adjunto da estação pública, a 19 de Maio como podem ver no vídeo seguinte:


A grupo RTP tem 10 canais de televisão e 9 canais de rádio. Apesar disso, os "senhores" da RTP consideraram que seria mais interessante interromper um direto de uma competição desportiva de interesse público no seu canal principal, do que ter procedimento idêntico num outro canal do grupo.

Mas se os leitores acham que os sucessivos cortes, interrupções, divisão de ecrã, etc, eram maus, vejam o que a RTP fez mal terminou a partida:


Os festejos que ninguém viu



Após o apito final da partida, o narrador do jogo indica aos telespectadores que "Já voltamos". O que é certo é que não voltaram. O jogo terminou e a RTP passou imediatamente um daqueles longos intervalos. Começou o telejornal e nada de imagens da Taça de Portugal. Meia hora depois do final da partida, a pivot do telejornal anuncia a vitória do Sporting na Taça de Portugal com imagens que duraram cerca de 40 segundos. É este o serviço público pago por todos nós...

A FPF gostou deste circo


A Federação Portuguesa de Futebol enquanto instituição que rege a modalidade deveria de imediato condenar a atitude da RTP e excluir o canal da possibilidade de transmitir eventos futuros da sua organização. Pelo menos enquanto a RTP não assumir cabalmente o seu erro e rolarem cabeças. A culpa não pode ficar solteira. Mas, a FPF faz precisamente o oposto, senão vejamos:

Cliquem na imagem para aumentar

Pela voz de Luís Sobral, "director de pessoas e média" e de Tiago Craveiro, director-geral da FPF os elogios à transmissão não se fizeram esperar sendo até chamado à conversa o senhor Hugo Gilberto, o tal que como vimos anteriormente tem um papel fundamental nestes assuntos.

A cartilha está viva e de boa saúde


Aquando da divulgação da existencia de uma cartilha encarnada, Hugo Gilberto foi convidado a falar sobre o assunto. Em declarações ao "Expresso" disse:

Link da notícia (aqui)

Ficamos a saber que é este senhor o responsável por termos Rui Oliveira a Costa a envergonhar o Sporting e os Sportinguistas todas as semanas no canal público. Mas mais curioso ainda é que agora se sabe de forma oficial que foram Hugo Gilberto e Carlos Daniel os responsáveis por passar João Gobern de comentador "isento" como se apresentava para comentador "encarnado", após a vergonha de ter sido apanhado a festejar um golo do Benfica enquanto estava num programa como comentador dito imparcial.


Fecho para balanço...


Tudo isto depois de na passada sexta-feira ter-vos falado do facto de Rui Costa, administrador da SAD do Benfica ter sido convidado pela RTP para comentar todos os jogos da selecção nacional na RTP (aqui). E a isto temos de somar os festejos efusivos da redacção de informação no golo do Benfica no clássico contra o Porto, na comparação dos adeptos do Sporting com cancro (aqui), no episódio de José Carlos Malato no festival da canção (aqui) ou até na forma vergonhosa como usaram a morte de Baptista Bastos para atacar o Sporting (aqui).

Sugiro aos leitores uma denúncia no site da RTP sobre estas questões (aqui), mesmo na convicção que não se pode esperar grande coisa de uma provedoria que teve como seu primeiro provedor José Nuno Martins, o actual director do jornal "O Benfica" e um conhecido palerma que insulta regularmente dirigentes e atletas leoninos como podem ver (aqui) 

Para fechar deixo apenas mais uma curiosidades. Luís Filipe Vieira dará uma entrevista à RTP na próxima quarta-feira em directo do estádio da Luz. O entrevistador será... Hugo Gilberto. Coincidências...

Agradecer a todos pelo apoio. Se ainda não seguem o Mister do Café nas redes sociais, podem começar já. 

Link do Facebook: (cliquem)
Link do Twitter: (cliquem)

12 comentários:

  1. Os "zézinhos" quando vêm o SCP a comemorar a conquista de qualquer título cortam logo. Têm é dificuldade em mostrar notícias do luis pina, o sósia de renato

    ResponderEliminar
  2. "Luís Filipe Vieira dará uma entrevista à RTP na próxima quarta-feira em directo do estádio da Luz. O entrevistador será... Hugo Gilberto."

    Vou buscar o balde para vomitar.

    ResponderEliminar
  3. Aqui se vê a dimensão do polvo que controla todas as vertentes do futebol e do desporto em geral, nesta republica das bananas. Continuem a comprar os jornais e a ver estes programas, que a cartilha agradece a difusão da mensagem.

    SL

    ResponderEliminar
  4. Aos poucos a malta vai deixando de ver televisão e, consequentemente, de seguir esses programas ditos de análise desportiva,
    Por agora resta aquela velha guarda e os que analisam esses imparciais de meia tigela.
    Muito sinceramente, só de pensar nisso até fico enjoado. A maneira como tentam ser imparciais, mandando aqueles bocas de surra para deturpar factos e mudar conversas!...

    Enfim.
    Provedor da RTP é do mais ridículo que existe. Nem se dignam a responder, é mesmo para inglês ver.
    Mais uns pontos: https://youtu.be/cbXpQyOQ9m8

    Até quando?

    ResponderEliminar
  5. Uma questão!

    Porque raio se afirma ser um serviço público de trampa, quando todos sabemos que a RTP presta um serviço público de MERDA!

    SL

    PS: não deixei, logo a seguir à pouca vergonha de ontem, de fazer chegar ao provedor do telespectador a minha opinião sobre o assunto.

    ResponderEliminar
  6. Já deixei a minha mensagem de desagrado no Facebook​ da rtp.....cambada de miseráveis!!!

    ResponderEliminar
  7. O Luís Sobral, "director de pessoas e média" que aparece aqui a elogiar a transmissão será o mesmo que durante anos foi comentador na TVI e depois passou a director da Media Capital? Se é o mesmo, foi um grande, grande, grande elogio vermelho ao Hugo Gilberto.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Confirmei e é o mesmo. Benfiquista assumido e ferveroso.Tudo normal.

      Eliminar
  8. A primeira "brincadeira" desta foi quando o Carlos Lopes ganhou a 1ª medalha de ouro olímpico para Portugal, um atleta made in SCP. Tava a cantar o hino e corta para publicidade. Palhaçada...

    ResponderEliminar
  9. Não foi o Hugo Gilberto que gozou com o Rui Patrício entrevistando no apuramento para o Mundial por causa do golo sofrido de Luísão na Taça de Portugal? E não foi o Hugo Gilberto que convidou João Golbern para o trio a ataque depois de ele ter sido corrido de outro programa chamado Zona Mista

    ResponderEliminar
  10. Também escrevi ao provedor, e recebi hoje uma resposta:

    Obrigado pela sua mensagem.
    Inserir imagens do concerto “One Love Manchester” na transmissão da final da Taça de Portugal de futebol feminino foi uma decisão errada. Não prosseguir esta transmissão até à entrega da taça às vencedoras foi também errado. Resumir, no Telejornal, a entrega da taça a uma peça de 40 segundos sem um direto para o Estádio foi, de novo, uma opção errada.
    Por que errou a RTP tantas vezes no final da tarde de Domingo 4 de junho?

    O diretor de programas sobrepôs a solidariedade com as vítimas de Manchester, reforçada pelo ataque terrorista da véspera, ao dever de levar até ao fim, sem interferências, a transmissão da Taça de Portugal. O caracter trágico dos acontecimentos de Londres condicionou os responsáveis pelo Telejornal que não intercalaram, no conjunto de notícias que lhes dedicaram, a festa das futebolistas e dos adeptos do Sporting em direto do Jamor. Qualquer uma destas considerações revelou-se inapropriada.
    É verdade que a importância mediática e jornalística daquela Taça não se compara com a da Taça de Portugal em futebol masculino. Mas a questão não é essa. Ao conferir a esta importância suficiente para a transmitir em direto, a RTP1 não podia truncá-la, associando-lhe ou sobrepondo-lhe outros eventos.

    Voltarei a estas questões no Voz do Cidadão de 10 de junho

    m/ cumprimentos,

    Jorge Wemans
    Provedor do telespetador

    ResponderEliminar