" Mister do Café: José Leirós Vs Marco Ferreira - O Combate do ano

sexta-feira, 6 de janeiro de 2017

José Leirós Vs Marco Ferreira - O Combate do ano


Não há como esconder. A arbitragem é o tema do momento na imprensa nacional, e as televisões e jornais lutam entre si para contar com o maior número de "experts da treta" sobre o tema. Ontem, a TVI 24 juntou no mesmo painel dois ex-árbitros: Marco Ferreira ao telefone da Madeira e José Leirós nos estúdios do Porto. 

Um combinação explosiva que deu frutos. Senão vejamos:


O combate



Não quero entrar em grandes dissertações sobre o tema. Deixo apenas duas ideias muito simples.

Relembro que os árbitros de futebol são "juízes" e as suas decisões influenciam directa e indirectamente a vida de milhões de pessoas e envolvem milhões de euros. Eu pergunto: Este "lavar de roupa suja" na comunicação social é compatível com o grau de responsabilidades que assumiram na sua carreira? É assim que querem credibilizar a arbitragem? Quando dentro da própria classe há comportamentos destes, querem que os adeptos se calem? 

A "luta de rua" entre estas duas personagens é bem representativa da clivagem existente no sector. No meio de tanta discussão, dois temas principais vieram à tona. O "Apito Dourado" e os "árbitros proveta/vouchers". Dois temas que são justificativos da desconfiança por parte dos adeptos de futebol. 

Estes senhores do apito ficam todos ofendidos quando são postos em causa, mas as pessoas têm razões para falar, depois de tudo o que ouviram ao longo destes anos. Ou será que o "café com leite", a "fruta", os "vouchers" e agora com a forma vergonhosa como os apitadores chegam à primeira categoria são meros delírios dos portugueses? Será que os adeptos acusam a classe de algo que nunca tenham feito?

Factualmente, o poder na arbitragem passou do "Calor da Noite" para a "Catedral da Cerveja". Curiosamente, nos anos em que nenhum destes poderes teve influência nas nomeações dos árbitros - entre 1999-2002 - onde os árbitros eram escolhidos por sorteio vejam lá quem foram os campeões nacionais: Boavista em 2001 e Sporting por duas ocasiões em 2000 e 2002. 

Tudo coincidência...

Agradecer a todos pelo apoio. Se ainda não seguem o Mister do Café nas redes sociais, podem começar já.

Link do Facebook: (cliquem)
Link do Twitter: (cliquem)

7 comentários:

  1. Eu sei de fonte segura que o Leirós participou uma tentativa de corrupção por parte dum clube do norte, que veste a cor do sistema actual, e não só não aconteceu nada ao clube como quem se fodeu foi o Leirós...
    Este deve ser um dos casos que ele fala!

    Também sei que o Marco mudou completamente de posição quando a mão que o fodeu na arbitragem lhe passou a colocar o pão em casa...

    Simples!

    ResponderEliminar
  2. Do lavar de roupa suja, ressaltou uma curiosidade exposta pelo Marco Ferreira, que foi a chegada, há 3 ou 4 anos de uma nova geração de árbitros. Pela amostra conhecida, seria prestar um serviço relevante ao futebol se, alguém fizesse um apanhado das simpatias clubisticas desta nova geração de aspiradores.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. 30% Desportivo de Freixo de Espada à Cinta
      23% Arrentela
      18% Cucujães
      21% Desportivo Monte Gordo
      09% Ferroviário Entroncamento

      Eliminar
  3. Que classe minha nossa! Mereçem todos uns calduços bem dados!

    ResponderEliminar
  4. Mister, devias fazer uma versão do site para telemóvel, é que assim como está não está muito fácil de ler

    ResponderEliminar
  5. Uma pena queoque jornalista não tenha aproveitado o "furo" que tinha ali a mão, mais uns minutos e ficavamos a saber quem tinha corrompido o leiros e quem andava a promover árbitros.

    ResponderEliminar
  6. Não teve tempo de aproveitar... ou interesse.

    ResponderEliminar