" Mister do Café: Abril 2016

sexta-feira, 29 de abril de 2016

O "Tolinho dos processos" e a Orquestra da Gulbenkian...



Nos últimos dias muito se tem falado das derrotas do Sporting nos tribunais. A máquina de propaganda lampiã continua a carburar em força. Por isso, decidi levar os leitores a uma viagem pelos 3 anos de mandato de Bruno de Carvalho e verificar o que de facto foi ganho e perdido em tribunal.


"Ontem saiu um surto de notícias sobre dívidas que nem sei se não há aí algum magnata que nos ajude. O Sporting tem o menor passivo de todos. Perdeu com Carlos Freitas? Sim. Com a Doyen há meses? Sim. Mas ontem a campanha foi concertada, quase como a orquestra da Gulbenkian... Orgulhosamente, estamos equilibrados, estamos completamente calmos com o que se está a passar. Todos os processos podem ganhar-se ou perder-se e cá estamos em três anos num clube que diziam falido que não faliu. Quando cheguei, houve pessoas que me iam fechar a torneira e que ia morrer. Eu estou cá e algumas dessas instituições já não estão cá. Não gosto é de orquestras, só das sinfónicas".

Bruno de Carvalho, 28 Abril 2016

Caso "Bruma"


Quem não se lembra de personagens como Bebiano Gomes ou de Catio Baldé. A telenovela foi alimentada diariamente pelos jornaleiros e escribas nacionais.


Resultado do processo:




Caso "Elias"


Outra "telenovela" quente foi a "Tieta do agreste" que teve na família Trindade dois protagonistas de classe.



Numa primeira fase o Sporting chegou a acordo com o jogador.

(link da notícia)

E depois efectuou a venda dos 50% do passe que detinha.

 

Caso "João Moutinho"


Mais uma batalha jurídica ganha pelo Sporting desta vez contra o FC Porto a propósito da transferência do jogador.



O Sporting recorreu ainda de outras questões relacionadas com o caso. Questões essas que ainda não foram deliberadas em sede de recurso.

Caso "Atila Turan"




Caso "Yannick Djaló"



Caso "Pedro Sousa e Irene Palma"


ReC Semestral Sporting 15/16

Caso "Galp"




Casos Pendentes


Taça da Liga - O tal do "dolo mas sem intenção".
Bojinov - Sporting condenado em primeira instância a pagar 600 mil Euros quando o jogador reclamava 6,5 Milhões. Sporting interpôs recuso estando a aguardar-se a decisão.
Doyen - Sporting condenado em primeira instância a pagar 14,2 Milhões de Euros. Sporting interpôs recuso estando a aguardar-se a decisão.
Maurício do Vale - Sporting condenado em primeira instância a pagar 200 Mil Euros. Sporting interpôs recuso estando a aguardar-se a decisão.


As derrotas


Neste momento o Sporting tem apenas uma derrota transitada em julgado que é o "caso Carlos Freitas"

Tudo o resto está em julgamento ou foi ganho! Capice!?

Resumindo



Em processos vencidos estão cerca de 25 Milhões ganhos/poupados ao clube e não incluí os 8 milhões em prémios e vencimentos do Elias, senão estaríamos a falar de 33 Milhões. Em processos cujos recursos ainda estão pendentes, o Sporting pode ter um prejuízo de 15 Milhões.

O que é um facto é que o único processo perdido foi o de Carlos Freitas. O resto é história, ou melhor, propaganda...

Agradecer a todos pelo apoio. Se ainda não seguem o Mister do Café nas redes sociais, podem começar já. 
Link do Facebook: (cliquem)
Link do Twitter: (cliquem)


quinta-feira, 28 de abril de 2016

É só contar até três


A 32ª jornada da I Liga principia amanhã com o Benfica a receber o Vitória de Guimarães no Estádio da Luz. Altura apropriada para se comemorar o "dia nacional sem penaltis contra o Benfica" que teve no jogo da primeira volta um dos seus momentos áureos. 

Como homenagem e para comemorarmos a passagem de uma volta de campeonato desde esse jogo, apresento-vos nova sessão de cinema. Depois do "Batman da Musgueira" (link do post) eis que chega à tela do café "3 penaltis e um "burro". Uma película que conta com Vítor Pereira como realizador e com Carlos "não vi" Xistra no principal papel. Um filme "surreal" que conta ainda com o magistral desempenho de Sérgio Conceição no papel de "Burro".


Por falar em Vitória de Guimarães na Luz, seria um crime de lesa-pátria não evocar o record do Guiness, pertença de Duarte Gomes e os seus 3 penaltis a favor do Benfica em apenas 10minutos.

Ficam os vídeos dos penaltis assinalados pela bola ter batido no estômago e na cabeça dos defensores do Vitória de Guimarães.


Limpinho, limpinho...

"...mas sei quem é que os torna internacionais se fizerem o seu "trabalhinho"os faz descer de divisão se se armam em parvos como Marco Ferreira"



Fugiu-lhe a boca para verdade!?

Na barra de comentários podem fazer os vosso prognósticos. Acham que vão ficar 3 penaltis por assinalar a favor do Vitória de Guimarães ou que serão marcados 3 penaltis a favor do Benfica por bolas na cabeça ou no estômago?

Agradecer a todos pelo apoio. Se ainda não seguem o Mister do Café nas redes sociais, podem começar já.
Link do Facebook: (cliquem)
Link do Twitter: (cliquem)

quarta-feira, 27 de abril de 2016

EXCLUSIVO - Benfica tem prémios da UEFA penhorados pela Doyen


Nos últimos tempos muito se tem falado na penhora interposta pela UEFA, por requisição da Doyen, aos prémios de participação do Sporting nas competições europeias. O que nenhum jornaleiro ou escriba deste país quis escrever é que quem anda com "penhoras" na UEFA desde 2012 não é o Sporting mas sim... o Benfica.

Por falar em penhoras do Benfica... (link) 

 

A transferência


Ola John foi comprado pelo Benfica ao Twente em Maio de 2012. Twente que na altura era um "clube Doyen" e que agora está a pagar bem caro as "brincadeiras" com o grupo de Nélio Lucas.

Curiosamente, esta temporada chegou mais um jogador ao Benfica envolvido no "escândalo Twente/Doyen", falo de Bilal Ould-Chikh. Podem saber mais clicando (aqui).


Ola John foi comprado por 9,15 Milhões de Euros. O valor seria liquidado em duas prestações por parte do Benfica: 6 Milhões de imediato e os restantes 3,150 Milhões de Euros até 15 de Julho de 2013.


Para além deste montante fixo, o Benfica comprometeu-se a pagar 250 mil euros por cada época em que a qualificação para a Champions League fosse conseguida até ao limite de 4 vezes (1 Milhão de Euros). Algo que se tornou uma realidade (12/13, 13/14,14/15 e 15/16), e por isso há que somar aos 9,15 Milhões esta componente variável. 



(9,15 M + 1 M) = 10,15 Milhões de Euros

O Twente recebeu do Benfica 10,15 Milhões de Euros. Para além deste montante, o clube holandês tem ainda direito a 10% de uma futura venda, caso o jogador seja vendido por um valor superior a 10 Milhões de Euros.

Contrato jogador


Ola John assinou contrato até ao final da época 16/17, com uma cláusula de rescisão de 45 Milhões de Euros. Só em vencimentos durante a vigência do contrato, estamos a falar de 7,3 Milhões de Euros.


Para além dos vencimentos, o jogador teve direito a um prémio de assinatura de 550 mil euros. O total de vencimentos e prémios fixos anda na casa dos 8 Milhões e pode chegar aos 8,5 Milhões mediante o desempenho desportivo do jogador. Em caso de venda a outro clube, o jogador tem ainda direito a um prémio de 250 mil Euros.



Somando o valor pago pelo Benfica ao Twente (10,15M) aos montantes pagos ao jogador em salários e prémios fixos (8M), conseguimos avaliar o negócio em cerca de 18 Milhões de Euros, mas pode ainda subir mediante a performance do jogador.

Prémios para o agente do jogador


O contrato entre o agente e o Benfica foi assinado no dia 23 de Maio de 2012.


Tudo somado, são 219 mil euros em comissão para o agente do jogador. Só que...

Nesse mesmo dia o agente e o Benfica assinam um novo acordo. E nesse novo acordo a coisa muda de figura.

Reparem que só mudaram os valores em relação ao primeiro acordo. Tudo somado estamos a falar de 328.500,00 €.

Da manhã para a tarde o Sr. Harmjan Schilperoort ganhou mais 109.500,00€. Mas ainda há mais uns extras que foram miraculosamente acrescentados do noite para o dia...

- 2,5% de uma futura transferência, após deduzir 10 Milhões de Euros e a contribuição de solidariedade.

- Se uma futura transferência for concluída por um valor superior a 20 Milhões este senhor recebe 3,5 %, após deduzir 10 Milhões de Euros e a contribuição de solidariedade.

Limpinho, limpinho!



A Doyen entra no negócio


O Benfica contratou o jogador em Maio de 2012. Em 24 de Agosto de 2012, Benfica e Doyen celebram um acordo ERPA (Economic Rights Participation Agreement). Neste acordo ficou definida a compra da totalidade do passe do jogador por parte da Doyen, pelo montante fixo da transferência do jogador ao Twente, os 9,15 Milhões falados em cima. 

Este acordo contemplava a obrigatoriedade de o Benfica ter que pagar até dia 31 de Agosto de 2015, 12 Milhões de Euros pela totalidade do passe do jogador à Doyen.

Importa salientar que nos documentos fornecidos pelo Footballeaks este acordo ERPA não se encontra devidamente assinado pelos intervenientes. Provavelmente o documento apresentado pelo Footballeaks será o esboço do contrato final. Contudo, não estando este documento assinado entre os documentos do footballeaks está um outro documento que corrobora tudo o descrito anteriormente. Estou a falar de um acordo onde o Benfica aceita o "penhor" das suas receitas provenientes da UEFA como garantia ao pagamento dos 12 Milhões de Euros.

Como podem verificar no print seguinte, o contrato de "penhor" está claramente indicado o acordo ERPA do dia 24 de Agosto de 2012.


E agora fica o print com a indicação do montante "penhorado" pela Doyen, sobre os prémios monetários da UEFA. Neste acordo até está anexada uma comunicação da UEFA com os montantes e prazos de pagamento.


 

Benfica "esqueceu-se" de colocar a informação no Relatório e Contas


No Relatório e Contas do Benfica, relativo ao primeiro trimestre da época 2012/2013 nem uma palavra é colocada sobre o assunto. Relembro que este relatório deveria ter toda a informação relevante da sociedade do período compreendido entre o início de Julho 2012 e o final de Setembro de 2012. Sendo este um acordo datado de Agosto deveria estar claramente reflectido. 

É caso para dizer "Ó Ana Gomes anda cá ver isto!".

O anúncio do negócio por parte da Doyen

 


Foi esta a notícia colocada pela Doyen no seu site oficial. O Maisfutebol também fez notícia sobre esta situação (cliquem aqui para ler).

Curiosamente, a Doyen assina um acordo onde compra 100% do passe de Ola John ao Benfica mas anuncia no seu site a compra de apenas 80%.

Resumindo até aqui:

O Benfica comprou a totalidade do passe do jogador ao Twente por 9,15M e depois faz a venda à Doyen da mesma percentagem pelo mesmo valor ficando o Benfica a dever à Doyen 12 Milhões. O Benfica "esconde" isto das suas contas e a Doyen anuncia a compra de 80% do passe. Bonito!!!

O negociador implacável está em grande! Mas as "negociatas" não se ficam por aqui.

Mais um acordo ERPA com a DOYEN


No dia 21 de Dezembro de 2012, o Benfica faz um novo acordo ERPA com a Doyen. 

"Considerando a situação da economia global, o Fundo comprará ao clube e o clube venderá ao fundo, 50% dos Direitos Económicos do jogador, por um preço equivalente a 50% do preço fixo de compra acordado entre o Benfica e o Twente no acordo de transferência. Daqui em diante, o fundo e o clube serão respectivamente, donos de 50% dos direitos Económicos do jogador e o clube o dono da totalidade dos direitos federativos do jogador."


Espera lá, então como é que o fundo compra 50% do passe do jogador quando em Agosto já detinha os 100% ? Só podem ter encontrado forma de anular o primeiro acordo. Não encontro outra explicação.


Desta feita a Doyen compra metade do passe por 4.575.000,00 €.

9.115.000,00 € / 50% = 4.575.000,00 €

Quem paga as despesas?


O único pagamento efectuado pelo fundo ao clube foi o de 4.575.000,00 € por 50% do passe. O Benfica assume todas as despesas com o jogador desde salários a prémios e até um bónus de transferência caso seja vendido. Todas as despesas relacionadas com a celebração de contratos, advogados, impostos, etc fica tudo à conta do Benfica. Para além disso não esquecer que tem de pagar 1 Milhão de Euros ao Twente pela questão da entrada directa na Champions.

Desde logo, percebe-se quem é que fez um negócio da China. Mas há mais, muito mais...

Condições do contrato 


Fiz um apanhado das principais cláusulas do contrato para que os leitores se possam aperceber do tipo de "negociata" que Luís Filipe Vieira e Nélio Lucas fizeram.

- Independentemente do valor de venda do jogador, a Doyen tem o direito a uma "compensação mínima" de 5.947.500,00 €. Aconteça o que acontecer a Doyen vai ganhar 1.372.500,00 €

- Se o jogador não for transferido até 31 de Agosto de 2015 o fundo tem direito a receber de imediato os 5.947.500,00 €.  O Benfica pagando nesta data o "mínimo garantido" à Doyen, concede ainda 25% de uma transferência futura, deduzindo o "mínimo garantido". (O prazo já acabou, dou a explicação mais em baixo)

- Qualquer proposta recebida pelo clube tem que ser comunicada à Doyen no prazo de 7 dias com todas as condições discriminadas.

- A Doyen e o Benfica consideram 20Milhões de euros como um valor razoável para uma proposta de transferência. Em caso de existir uma proposta de 20 Milhões ou mais, a Doyen tem o poder de obrigar o Benfica a aceitar a proposta. Caso a Doyen aceite a proposta e o Benfica não queira vender o jogador, o Benfica terá que pagar o correspondente a 50% da oferta apresentada pelo jogador à Doyen, limpos de outras despesas como direitos de formação, comissões empresários, etc.

- O Benfica fica na obrigação de contratar um seguro de vida e incapacidade no montante de 5947.500,00 € em favor da Doyen.

- Se o jogador acabar contrato com o Benfica, o clube terá que pagar à Doyen os 5.947.500,00 €

- Em caso de renovação de contrato do jogador com o Benfica, a Doyen tem 2 opções:
A) Doyen exige o pagamento do "mínimo garantido" 5.947.500,00 € e o Benfica fica com os 100% dos direitos do jogador.
B) Jogador renova e as condições do acordo continuam a vigorar.

- Se o jogador rescindir unilateralmente com o Benfica, a Doyen tem direito ao "mínimo garantido" de 5.947.500,00 € que terá que ser pago pelo Benfica. Num conflito judicial a Doyen mantém os 50% de uma compensação deduzindo o "mínimo garantido", sendo que todas as despesas de um conflito judicial recaem sobre o Benfica.

- A cada empréstimo do jogador a outro clube a Doyen tem direito a 50% do valor do empréstimo que será deduzido ao valor "mínimo garantido".

Neste momento, aposto que os Benfiquistas estarão todos a bater palmas à gestão de topo dos seus dirigentes. 

Para além de o contrato dar totais garantias à Doyen ainda há uma salvaguarda adicional para o Nelinho. Vejamos:

 A "penhora" das receitas da UEFA


O Benfica quando aceitou as condições do acordo ERPA, assinou também um acordo de penhora das receitas da UEFA no valor de 6.542.250,00€.

E pergunta o leitor e bem?  6.542.250,00€ porquê? O mínimo garantido não eram os 5.947.500,00€ ?

A resposta é simples: Para além do "mínimo garantido" a Doyen ainda "espetou" com mais 10% para o caso de existir incumprimento do Benfica.

Mais uma vez, cá está o "Reino do pneumático" a dominar as negociações.


Na lista de documentos anexos ao acordo estão os quadros com o valores dos prémios e as respectivas datas de pagamento. É uma leitura interessante que recomendo aos leitores.

Vitória o "capataz" de Vieira


O Benfica tinha até ao final do mês de Agosto de 2015 para pagar os cerca de 6 Milhões de Euros à Doyen. Como o dinheiro "real" não abunda para os lados da Luz houve a necessidade de medidas "extraordinárias". Se fosse em "Euromendes" não havia problemas.

Durante a pré-época Rui Vitória não conseguiu perceber a valia de Ola John que só jogou 109 minutos. Quando começou a época e principalmente na semana que antecedeu o jogo da Supertaça com o Sporting, toda a classe do jogador veio ao de cima, sendo titular nos primeiros 3 jogos oficiais da época (Supertaça contra o Sporting e na primeira e segunda jornada da Liga).
 

Os "falidos" de Carnide não pagaram à Doyen


Chegamos ao dia 31 de Agosto de 2015 e o "mínimo garantido" não entrou na conta da empresa do Nelinho. O jogador esteve na "montra" nas primeiras jornadas da Liga e só apareceu um clube da II Liga de Inglaterra para o levar por empréstimo. 

Love is in the air


Negociantes do tipo do "técnico de casting" não costumam dar abébias. Mas, como o amor entre a Doyen e os rivais do Sporting está no ar arranja-se solução para tudo. Vejamos as declarações de amor.

Dois meses antes, o Benfica enviou ao TAS, "Paulo Gonçalves (assessor jurídico do Benfica) - que vai em representação de Luís Filipe Vieira" como testemunha da Doyen no caso contra o Sporting. O mesmo Paulo Gonçalves que já conhecia Nélio Lucas de outras andanças.

Amigos para Siempre - Nélio Lucas ao lado de Paulo Gonçalves da SAD do Benfica

Reading, renovação e adiamento do prazo de pagamento


No último dia de transferências (1 de Setembro) Ola John lá partiu para o Reading da II Liga Inglesa. Segundo o jornal OJOGO, o jogador renovou contrato até 2018 (mais tarde viria a ser confirmado no ReC do Benfica) e ficou com uma cláusula de opção de 8 Milhões caso o Reading suba de divisão, algo que não vai acontecer esta época.


Para contornar o problema do Benfica e como o Nelinho anda apaixonado, o Benfica e a Doyen fizeram um aditamento ao ERPA anterior para que o clube possa encontrar forma de "arranjar" o dinheiro. ("Ó Mendes vende-me o Batman da Musgueira, pá"

Este acordo é válido até 31 de Agosto de 2016, conforme se consegue perceber por este print de um documento interno da Doyen que o Footballeaks disponibilizou.


O Benfica conseguiu assim adiar o problema até ao final do mês de Agosto de 2016, sendo que as restantes condições do ERPA anterior mantêm-se inalteradas. A penhora dos 6.542.500,00 € continua activa e por muito "amor" que haja entre Vieira e o Nelinho não me parece que volta a haver aditamentos neste acordo. É caso para dizer "Ó Vieira paga o que deves ao Nelinho, pá!"

Ola John não convence ninguém e não será numa segunda liga inglesa que encontrará um clube que pague algo que minimize o fisco que foi a sua contratação. Como vimos, a Doyen está bem "segura". Por outro lado o Benfica vai mesmo ter que pagar o que deve ao Nelinho e ficar com um perneta para fazer companhia ao Bilal e ao Taarabt.

É sempre bom, ver o rival "estourar" 20 milhões assim.

Fico a aguardar os artigos de opinião, as crónicas dos farináceos, os programas de 3 horas a discutirem o assunto. As doutas opiniões dos "experts" financeiros da treta com os Camelos e os Antunes à cabeça e até quem sabe o pedido de investigação ao Ministério Público, CMVM, FPF das deputadas europeias Ana Gomes e Marisa Matias. 

Agradecer a todos pelo apoio. Se ainda não seguem o Mister do Café nas redes sociais, podem começar já.
Link do Facebook: (cliquem)
Link do Twitter: (cliquem)

terça-feira, 26 de abril de 2016

Miguel Sousa Tavares - O "verdadeiro" Sousa da Ponte


"O Sousa da Ponte" (cliquem), foi um dos maiores êxitos populares dos anos 90 em Portugal. Passadas duas décadas do lançamento deste "clássico" de Quinzinho Portugal, eis que surge um disco de tributo de Miguel Sousa Tavares, um dos mais conceituados "erudito-pimbões" do panorama nacional. Este álbum conta com a produção de Vítor Serpa e Direcção Musical de José Manuel Delgado. Os coros foram trabalhados com grande mestria pelo Coro Angelical de São Gabriel de Carnide. Tudo isto, num disco que conta ainda com arranjos magistrais de Julen Lopetegui pela Opuerto Symphony Orchestra do Café au lait.

Eis o alinhamento de um disco gravado entre Agosto de 2015 e Abril de 2016.

Faixa 1 - "A euforia do Sporting parece-me prematura" (3:11min)



Faixa 2 - "Sporting ficou a dever 2 ou 3 pontos à sorte da arbitragem" (10:11min)

 

 

Faixa 3 - "A forma como o Sporting ganhou os 2 últimos jogos teve tudo menos trabalho" (8:12min)

 

 

Faixa 4 - "Lopetegui não pode, não sabe, não aprende" (15:12min)


 

Faixa 5 - "Porque não vai Lopetegui estagiar para outro lado?" (5:01min)

 

 

Faixa 6 - "José Peseiro tem o benefício da dúvida: para pior não vamos" (19:01min)

 


Faixa 7 - "Se o FC Porto não for campeão, prefiro que seja o Benfica" (26:01min)



Faixa 8 - "A vida é feita de "match points" decisivos e o Benfica tem-nos ganho quase todos" (22:03min)



Faixa 9 - "Leões já têm 10 pontos só com erros de arbitragem" (19:04min)



Faixa 10 - "Sosseguem benfiquistas, o FC Porto vai travar o Sporting" (26:04min)



Este disco encontra-se à venda em exclusivo nas casas do Benfica e Porto.

Agradecer a todos pelo apoio. Se ainda não seguem o Mister do Café nas redes sociais, podem começar já.

Link do Facebook: (cliquem)
Link do Twitter: (cliquem)


sábado, 23 de abril de 2016

O Batman da Musgueira


Hoje temos cinema no café, com a reposição de um clássico do cinema do nacional-lampionismo. O "Batman da Musgueira". Um clássico intemporal, assim como a idade do protagonista: Renato Sanches. Renato não tem idade, Renato é vida, Renato é Deus, Renato é tudo.

A trama conta a história real do "Batman da Musgueira", o menino que quando nasceu já andava de bicicleta e comia côdeas de broa. Um filme histórico que retrata a saída da escola de talentos do Seixal onde aprendeu a abrir as asas para voar livremente pelos campos de Portugal.

O "Batman da Musgueira", para além de ter em Renato Sanches uma estrela em ascensão no papel de "Batman", conta ainda com as participações especiais de Nuno Almeida no papel de "Duas Caras" em honra das duas expulsões perdoadas no Restelo, João Capela no papel de "Pinguim" (a mítica bengala "ampara" sempre o recreativo de Carnide). Last but not least, Artur Soares Dias mostrou-se novamente à Academia dos "Oscars do Vitinho da apitação", no papel de "Joker". Não ter expulso o "Batman da Musgueira" no derby com o Sporting só dá mesmo para rir. 

Curiosamente, o "Joker" amanhã volta a entrar em cena. O desempenho no derby mereceu grande consideração por parte da "Academia do Apitamento", presidida por Vítor Pereira que "convocou" de imediato o artista para mais uma performance por terras vilacondenses.


Espero que o filme tenha sido do vosso agrado. Se querem saber mais sobre o "Batman da Musgueira" podem clicar (aqui).

Agradecer a todos pelo apoio. Se ainda não seguem o Mister do Café nas redes sociais, podem começar já.


Link do Facebook: (cliquem)
Link do Twitter: (cliquem)


sexta-feira, 22 de abril de 2016

Peixinhos da Horta à moda das Caxinas


Os peixinhos da Horta


Depois de ter vos ter apresentado uma receita de choco frito à moda de Carnide (cliquem aqui para ler - aconselho leitura prévia) quero-vos fazer mais uma "fritadela". Vou ficar com o café a cheirar a fritos durante dias, mas vale a pena.

Para um bom prato precisamos de encontrar os melhores ingredientes e não há nada melhor do que peixe fresquinho.


Exactamente o mesmo jogador que nos 30 jogos realizados pelo Vitória na Liga, só falhou um por castigo e o outro na passada segunda-feira por "poupança". Quatro dias depois tem guia de marcha...

O melhor peixe só pode ser encontrado na lota de Leixões e pescado pelos bravos homens das Caxinas.

Ederson, Diego Lopes e Hassan 


Não é uma situação habitual ver 3 jogadores de uma equipa, transferidos para outra do mesmo campeonato, ainda para mais para um "grande". 



Ederson e Diego Lopes acabaram mesmo por ingressar no Benfica. Os valores dessas transferências nunca foram comunicados oficialmente. As informações disponíveis pela imprensa vão no sentido de estes dois jogadores terem custado 600 mil euros ao Benfica. 

A transferência de Hassan acabou por abortar devido ao chumbo nos exames médicos.


Como podem verificar, esta notícia é datada de 30 de Maio. Passados 3 dias o jogador foi operado ao problema que o impediu de ir para o Benfica. Hassan acabou por recuperar e começar a época em Vila do Conde onde jogou as duas primeiras jornadas antes de se transferir para o Sporting de Braga no final do mês de Agosto.

Curiosamente, todos jogadores da Gestifute de Jorge Mendes. Por falar em Jorge Mendes...


A troika das "negociatas"



Nos últimos anos seguiram "em definitivo" do Benfica para Vila do Conde jogadores como, Nélson Monte, André Carvalhas, Diego Lopes, Roderick Miranda e Ederson.

Curiosamente, Ederson renovou o seu contrato com o Rio Ave em Abril de 2015.

(link da notícia)

Neste notícia saliento:

"O acordo foi apresentando na sala de imprensa do estádio do Rio Ave, onde marcou presença o presidente do clube, António Silva Campos, que reconheceu que esta renovação é também uma salvaguarda à cobiça de que é alvo o guarda-redes.

"Ele está a realizar uma excelente época, é internacional e está a ser cobiçado. Mas o Rio Ave está preparado caso isso aconteça", disse o dirigente."

Curiosamente, pouco mais de um mês depois da renovação, Ederson transferiu-se para o Benfica por valores convenientemente "não revelados".

Não deixa de ser um pouco triste perceber que Roderick Miranda, o único jogador deste lote a ter jogado pela equipa principal do Benfica, tenha sido ultrapassado por Ederson e Diego Lopes no regresso ao Benfica. O rapaz só pode mesmo ter muito azar...


Os "azares" de Roderick Miranda


Roderick Miranda está no Rio Ave desde 2013/2014. Desde que chegou, o Rio Ave jogou por 8 vezes com o Benfica:
- 5 jogos para a Liga
- Final Taça de Portugal 13/14
- Final da Taça da Liga 13/14
- Supertaça 2014 

Nestes 8 jogos participou numa partida como suplente utilizado, jogando apenas os últimos 8minutos numa altura em que a vitória do Benfica já não se discutia. E não é que o azar continua!?

Também não vai poder participar na partida deste Domingo por castigo.




Depois de analisar o amarelo que impede o jogador de jogar contra o Benfica é caso para dizer que o rapaz tem um "azar" tremendo, não tem? 

Será o 9º jogo contra o Benfica desde que está no Rio Ave e continuará com uns espectaculares 8minutos de utilização. Em 9 jogos "falha" 8. 

A culpa só pode ser do mister que não põe o rapaz a jogar. 

Por falar em mister, vejam lá como é que foi escolhido o antecessor de Pedro Martins...
 


Por falar em Nuno Espírito Santo, vejam lá quem andou a "bisbilhotar" em Vila do Conde.


(link da notícia)

Por falar em Peter Lim (Dono do Valência)...

Rating BBB - Bom, bonito e barato




"Entraram" 85 Milhões nos cofres da Luz, mas parece que duraram pouco tempo nas mãos de Vieira. Depois disto, o Benfica efectuou a emissão de 45 Milhões em Obrigações no passado mês de Junho e este mês vão lançar mais 50 Milhões em obrigações. Podem saber tudo sobre este assunto (clicando aqui)

Estes 85 Milhões poderiam perfeitamente ter resolvido a questão das obrigações ou pelo menos uma delas. 

O "gestor implacável" está em grande. É caso para dizer "Carrega Vieira"!!!


Vouchers v.2.0


(link da notícia)

Destaco esta informação: "o clube da Luz comprou a totalidade dos 5066 lugares da Bancada Nascente."

Vamos a contas:

135.000,00 € / 5066 Bilhetes = 26,64 €

Ou seja, para não ter prejuízo o Benfica teria que vender os bilhetes a 26,64€. 

O que é certo é que o Benfica vendeu esses bilhetes por nada mais nada menos do que 15€ (15 lampios se preferirem). 

15€ x 5066 = 75 990 €

O Benfica fará cerca de 76 mil euros de receita nos bilhetes quando pagou 135 mil euros. Alguém consegue perceber este negócio?

"Incentivos" Limpinhos, limpinhos, limpinhos!

Digam lá que esta refeição não é digna de uma estrela "Michelin" entregue pelo Chef Orelhas do Pneumático lá longe no Dubai!?  


Agradecer a todos pelo apoio. Se ainda não seguem o Mister do Café nas redes sociais, podem começar já.

Link do Facebook: (cliquem)
Link do Twitter: (cliquem)