" Mister do Café: "The rise and fall of Rui Gomes da Silva e os "convertidos" de Vieira" - Parte I

sábado, 15 de outubro de 2016

"The rise and fall of Rui Gomes da Silva e os "convertidos" de Vieira" - Parte I


Os últimos dias foram pródigos em noticias sobre a composição da lista de recandidatura de Luís Filipe Vieira para a presidência do Benfica. Aqui fica 

Ziggy StarSilva


Rui Gomes da Silva entrou no Benfica em 2009 como vice-presidente do clube e administrador da Benfica SAD. Para quem não está recordado, os órgãos sociais do Benfica pediram a demissão numa jogada que ficou conhecida por "golpe de Estado estatutário". O pai desta expressão foi nada mais, nada menos do que José Eduardo Moniz. Curioso não é?


Com a antecipação do acto eleitoral, Vieira ficou com a passadeira estendida para a renovação do mandato eleitoral. Venceu Bruno Carvalho que apresentou a candidatura numa viagem de avião entre o Porto e Lisboa, mas que voou muito baixo nas urnas, conseguindo apenas 5,55% dos votos.

A despromoção de 2012


O "nosso" Ziggy StarSilva cumpriu o mandato nos dois cargos referidos anteriormente, tendo sido "despromovido"no acto eleitoral de 2012, perdendo o cargo na SAD encarnada. 


O período eleitoral gera sempre algum conflito entre Vieira e Rui Gomes da Silva, como podem verificar nesta notícia de 2012.


O convertido e o despromovido


Os problemas foram desmentidos oficialmente, mas "off the record" eram evidentes, como é possível perceber através da análise de Rui Santos nessa época.


De facto, 2012 não foi um bom ano para Rui Gomes da Silva. Para além de perder o lugar na administração da SAD do Benfica, perdeu o papel de "nº 2" na estrutura encarnada, precisamente para José Eduardo Moniz, o homem que em 2009 fez criticas ferozes a Luís Filipe Vieira, considerando que a decisão de convocar eleições antecipadas foi um "golpe de Estado estatutário".

José Eduardo Moniz acabou por dar uma cambalhota no trampolim da Luz e converteu-se ao Vieirismo. Por seu lado, Rui Gomes da Silva "engoliu em seco" e lá perdeu um lugar na SAD encarnada.

O "aburguesamento"


E assim chegamos a 2016, ano em que o "nosso" Rui apostou forte para conseguir o protagonismo na estrutura que granjeou entre 2009 e 2012.


Só que, teve "azar" e Vieira tirou-lhe o tapete. Obviamente, José Eduardo Moniz é muito mais útil a Vieira do que um "parasita", que cometeu o "erro estratégico" de repetir até à exaustão que nunca seria candidato contra o "grande líder".

O homem que colocou o "aburguesamento da estrutura" nas bocas do país, paga agora o preço da ousadia.

O discurso do Rei



Uma salva de palmas para quem não está cá. A expressão na cara de Luís Filipe Vieira no final desta intervenção vale ouro. O desdém no olhar faz-me lembrar outro momento épico de Vieira, precisamente no último acto eleitoral...


Saraivada certeira

Num post no passado dia 11 de Setembro, Nuno Saraiva, director de comunicação do Sporting deixou um conselho a Rui Gomes da Silva.


Melhor que isto era impossível. Um verdadeira "Saraivada"!

Para não fazer um post enorme, decidi dividir este tema em duas partes. Durante o dia de amanhã colocarei online a segunda parte dedicada aos "convertidos" ao Vieirismo.

Agradecer a todos pelo apoio. Se ainda não seguem o Mister do Café nas redes sociais, podem começar já.

Link do Facebook: (cliquem)
Link do Twitter: (cliquem)

9 comentários:


  1. Vamos lá perceber uma coisa, a saída do Rui Gomes Da Silva do clube Benfica e sad é meramente estratégico, assim poderá continuar a enviar recados e vomitar ódio para os clubes rivais, único senão a meu ver ,libertaram o elefante numa loja de porcelana.. peço ao meu caro RGS que mine o Benfica mesmo involuntariamente

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ele vai continuar a espalhar mentiras e ódio de certeza, mas a única razão para a palavra dele ser tão mediática era por ser vice do carnide (às vezes usava este pretexto para dizer que tinha "insides"). Agora é só mais um monte de merda lampião da nossa praça com uma palavra tão importante como o calado ou o gobern a quem ninguém liga nenhuma.

      Não me parece que essa tenha sido a razão para sair. Houve divergências ou outra coisa qualquer lá dentro

      Eliminar
    2. Meu caro,

      Agora os insides serão cada vez maiores....tal como disse Badjet a saída é meramente estratégica!

      Eliminar
  2. Foi posto a andar pela tal estrutura que se aburguesou.

    ResponderEliminar
  3. Mister, não sabendo se é tema da segunda parte do post, não queria deixar de relembrar a tendência do ladrão de camiões em "abafar" vozes críticas e incómodas usando o estratagema de as "premiar" com o tachinho na estrutura/hierarquia/comunicação.
    Freguês que se segue, o regresso do "mentiroso compulsivo", carinhosamente apelidado anteriormente pelo Orelhas e figurinha agora em ascenção.

    ResponderEliminar
  4. estrategia para ladrar á vontade na SlC

    ResponderEliminar
  5. Mister,

    E como fica a SIC (canal televisivo) no meio disto tudo, agora que o RGS pode "legalmente" vomitar ódio ao Sporting no programa Dia Seguinte?

    SL

    ResponderEliminar
  6. Pessoal,

    Tenham noção das coisas! Esta história do Rui Gomes da Silva está muito mal contada, abram os olhos, isto é um embuste, uma falsa noticia...

    Gosma da Silva ser afastado assim?

    Pensem! Não só acabma os problemas legais com os seus comentários televisivos (por estar ligado a um clube)como cria a ilusão nos adversários de que este homem está descontente com o Vieira e o Benfica quando para surpresa de muitos ele o continuar a defender, dir-se-á algo do género:

    "No benfica mesmo quem não faz parte do projecto tem voz, somos democratas, aqui está a prova que acima de tudo o Vieira tem feito um bom trabalho........"

    Entre muitas outras coisas.

    Abram os olhos.

    SL

    ResponderEliminar
  7. Não creio que seja para debitar ódio à vontade. O Vieira meteu-o na rua porque não ameaça a sua ditadura. É sº o RGS meter os corninhos de gora e é logo passado a ferro.

    ResponderEliminar