" Mister do Café: Justiça à Portuguesa - Absolvido depois de cumprir o castigo

sábado, 22 de outubro de 2016

Justiça à Portuguesa - Absolvido depois de cumprir o castigo


Confesso que tinha boas expectativas relativamente ao mandato de José Manuel Meirim à frente do Conselho de Disciplina da FPF. O discurso adoptado desde o primeiro momento, fez-me acreditar que algo poderia mudar. Infelizmente, só mudaram os artistas porque o circo continua.

A notícia do dia


Hoje, o jornal Record avança com a informação que Nuno Saraiva, director de comunicação do Sporting foi absolvido pelo Conselho de Disciplina da FPF, depois desse mesmo órgão o ter castigado em 15 dias de suspensão e uma multa de 102€, após um post de Facebook sobre o futsal.


Destaco o último parágrafo com uma declaração absolutamente inacreditável do Presidente do Conselho de Disciplina. Diz o artista que não tem reservas em mudar decisões, depois de errar em primeira instância. Ora, isto é absolutamente inacreditável. O órgão ao qual preside tem uma decisão errada, castiga Nuno Saraiva a 15 dias de suspensão, impedindo-o de fazer o seu trabalho e no final do dia basta um "Ups!!! Já vamos corrigir isso!?" para ficar tudo resolvido. 

Suspende primeiro, pergunta depois


Na anterior presidência do Conselho de Disciplina, Bruno de Carvalho foi castigado por três ocasiões. Em duas dessas situações, o Presidente do Sporting foi ilibado após ter cumprido o castigo. 

O primeiro castigo aplicado pelo Conselho de Disciplina a Bruno de Carvalho aconteceu a 24 de Junho de 2014, após uma declaração no Facebook. Só que...


O Presidente leonino foi absolvido após cumprir 29 dias de suspensão dos 45 ditados.


A 22 de Fevereiro de 2015, Bruno de Carvalho foi sancionado com um mês de suspensão por alegada ofensa a membro da equipa técnica do Gil Vicente. Só que...


Um ano depois, o TAD deu razão ao Presidente leonino que cumpriu 1 mês de suspensão completamente injustificada, tendo inclusivamente falhado o clássico com o Porto.


O caso Slimani


Já é um clássico o argumento benfiquista sobre o castigo de Slimani. De facto, Slimani levou 1 jogo de suspensão. Curiosamente, nenhum jogador do Benfica foi castigado, e não foi por falta de motivo, como podem verificar em baixo. 


TODAS AS AGRESSÕES de jogadores do Benfica aos... por marcos-trindade

Conclusão: Os jogadores do Sporting agridem. Os do Benfica acariciam.

Uma justiça a duas velocidades


Para além de Nuno Saraiva, também Bruno de Carvalho e o médico Frederico Varandas foram castigados esta época. Em todos estes casos, o Conselho de Disciplina demorou apenas 7 dias para tomar a decisão. Quando envolve o Sporting, José Manuel Meirim parece Usain Bolt em acção nos 100 metros.

Já quando envolve o Benfica, muda de prova e passa para a Maratona. Os processos numa mais chegam ao fim...

Vamos a factos:

- Já passaram 61 dias desde que Vieira criticou a arbitragem e a nomeação do árbitro do Benfica vs Vitória Setúbal.
- Já passaram 42 dias desde que Rui Costa "trocou empurrões com membros da comissão de arbitragem e do Arouca"
- Já passaram 42 dias desde que Rui Costa teve um "episódio com o médico do Arouca"
- Já passaram 63 dias desde que Rui Costa se "desentendeu com a esposa e filho de Álvaro Magalhães" nas bancadas do Seixal.
- Já passaram 42 dias desde que Sílvio Cervan, vice-presidente do Benfica fez "gestos provocatórios em direcção aos adeptos do Arouca".
- Já passaram 37 dias desde que foi instaurado um processo a Rui Gomes da Silva, vice-presidente do Benfica pela participação no programa "Dia Seguinte".

São 6 processos, todos eles com mais de 1 mês. Provavelmente o Sr. Meirim e seus pares ainda não tiveram tempo para averiguar os factos ocorridos. É o que dá quando estão muito ocupados em castigar inocentes, como hoje ficou provado no caso de Nuno Saraiva.

Podem consultar tudo sobre estes casos envolvendo estes dirigentes do Benfica num post mais detalhado sobre cada um dos casos (cliquem aqui). Para além destes 6 casos há ainda dois casos relacionados com o Futsal: A "invasão de campo" de André Horta (cliquem) e os carinhos de Bruno Coelho (cliquem).

Enquanto para uns se conseguem atribuir sentenças em apenas 7 dias, há outros que têm sorte diferente. Ainda haverá alguém com dúvidas sobre o funcionamento a duas velocidades do Conselho de Disciplina?

Agradecer a todos pelo apoio. Se ainda não seguem o Mister do Café nas redes sociais, podem começar já.

Link do Facebook: (cliquem)
Link do Twitter: (cliquem)

6 comentários:

  1. Quais as consequências de não cumprir um castigo? Os recursos não têm efeito suspensivo? E para o André Horta? 2 pesos 2 medidas. Inacreditável.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Confesso que não tenho pachorra para verificar os regulamentos relativamente a não cumprir o castigo, mas acredito que o agravamento da pena seja uma das formas, sendo que no limite pode passar pela irradiação.

      Não, os recursos não têm efeito suspensivo o que dá azo a situações como estas. Castigados, cumprem a pena e depois são ilibados.

      O caso do André Horte é exactamente igual ao do Presidente do Sporting. A única diferença é que não está tipificado nos regulamentos a presença de um atleta inscrito na federação. De qualquer forma tem sempre que existir um processo. Mas nem isso há, pelo menos para já.

      Se fosse um adepto qualquer teria que haver um processo por invasão de campo. Neste caso não é uma invasão de campo, porque se trata de um agente desportivo inscrito na Federação Portuguesa de Futebol, organizadora da competição.

      Eliminar
  2. Para começar é despedir este incompetente. Não tem, claramente, aptidão para o cargo que exerce.

    Depois disso há tanta coisa para mudar...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não dá para despedir. São dirigentes eleitos, por isso temos que levar com o Meirim por 4 anos...

      Eliminar
  3. Isto só prova o que já se sabia, os castigos só servem para desgastar, são armas de comunicação, de arremesso, servem para encher os jornais de títulos que são convenientes a certos departamentos de comunicação e que mesmo depois que se tenha que obrigatoriamente absolver por não haver qualquer fundamento jurídico para castigar não faz mal, porque o objectivo já foi conseguido!


    Eles brincam com isto a seu belo prazer.

    ResponderEliminar
  4. Essa absolvição é para servir de desculpa para não punir o Rui Costa e LFV. Preferem ir pela a via do erro em primeira estância para servir os propósitos de outros,estou mesmo a ver.

    Saudações Portistas

    11DruL0Vic

    ResponderEliminar