" Mister do Café: "O toque de Midas" de Luís Filipe Vieira

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2016

"O toque de Midas" de Luís Filipe Vieira


Uma vez que na passada 3ª feira, Luís Filipe Vieira "autorizou" que se falasse sobre ele, os seus negócios e o Benfica, sinto-me quase que na "obrigação" de o fazer. 

O impacto do toque de Midas nos resultados do Novo Banco


Ontem o Novo Banco apresentou os resultados financeiros do ano 2015. O resultado do exercício foi de (-980,6 milhões de euros). O Presidente do banco, Eduardo Stock da Cunha, justificou os valores negativos com a necessidade de constituir provisões para processos herdados do Banco Espírito Santo.

"50 maiores exposições" disse Stock da Cunha à imprensa. O jornal Expresso no final do ano passado publicou um artigo intitulado de "As 50 sombras do BES". Nesse artigo, foi elaborado um ranking dos 50 maiores devedores do BES. Entre as quais estão...


Só em empresas geridas pelo "Rei Midas" estão 672 Milhões de Euros. Coisa pouca...




"Eh pá se calhar é melhor fecharmos a torneira a este tipo não!?"





O mais engraçado é que o Novo Banco não empresta dinheiro a uma empresa onde detêm quase 8% do Capital...



Já lhes cortaram o crédito e por isso é que eles ficaram tão incomodados com a reestruturação financeira do Sporting. Mas o "Rei do pneumático" não desarma e encontrou soluções alternativas como aconteceu no caso da transferência de Bernardo Silva. 

Vejamos o comunicado do Benfica.

"Bernardo Silva foi vendido ao AS Monaco Football Club em janeiro de 2015 por 15.750.000 euros, em pagamentos fracionados até junho de 2016.

Considerando os prazos de liquidação previstos no contrato de alienação dos direitos do atleta, a Benfica SAD cedeu por antecipação a totalidade dos créditos junto de uma entidade financeira com sede em Londres (XXIII Capital Limited), recebendo, dessa forma e antecipadamente, a totalidade do valor acordado (15.750.000 euros).

Tendo antecipado a totalidade dos créditos e tendo comunicado ao AS Monaco essa mesma cedência de créditos, à medida que se vencem as prestações acordadas, o clube monegasco vai, naturalmente, pagar à XXIII Capital Limited.

Trata-se de uma simples operação financeira, que é habitualmente realizada por inúmeros clubes ou sociedades desportivas por toda a Europa que pretendem descontar os valores por receber dos contratos celebrados, no âmbito da política de gestão de tesouraria de qualquer empresa".



Então o maior clube do mundo e arredores, com adeptos da Suazilândia ao Kiribati não consegue encontrar financiamento bancário em Portugal e tem que se envolver em "esquemas" internacionais?


É caso para concluir que sem dúvida nenhuma,

(link)






Se quiserem saber mais sobre VMOC´S, reestruturação financeira e afins podem ver este post (link)

Agradecer a todos pelo apoio. Se ainda não seguem o Mister do Café nas redes sociais, podem começar já. Em dois meses e meio já ultrapassamos a barreira dos 1200 likes no Facebook.

Link do Facebook: (cliquem)
Link do Twitter: (cliquem)
 

7 comentários:

  1. Ai as VMOCs! Um escândalo essas instituições que cumprem os acordos! Gatunos, e quem paga é o Zé Povinho!

    ResponderEliminar
  2. Só quando o Carnide deixar de ganhar títulos, e este ano será o que vai acontecer, é que o lampiões vão perceber quem têm como presidente. Um indivíduo julgado e condenado pelo crime de roubo, sócio dos 3 grandes em simultâneo e mentiroso compulsivo!
    Ainda estou à espera da renegociação dos direitos televisivos com a NOS...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ele já renegociou. Para além dos 400 Milhões acordados ainda recebeu um melão...

      http://misterdocafe.blogspot.pt/2016/02/400-milhoes-e-um-enorme-melao-eis-o.html

      Eliminar
  3. Ainda agora comentei no "O artista do dia" sobre esse individuo e a mafia que montou..SL

    ResponderEliminar
  4. Vieira deixou a Obriverca há 15 anos.
    A dívida do Benfica não é vencida. Tecnicamente não existe dívida porque o Benfica tem cumprido sempre os prazos de pagamento.
    A coisa resume-se à Promovalor. Continua a ser um valor elevado e preocupante, mas não custa ser rigoroso.
    À parte do mundo do futebol, infelizmente nem toda Imprensa tem sido rigorosa neste caso do BES, não distinguido entre risco e dívida. Não distingue entre divída vencida e empréstimos que estão ser regularizados como previsto, não distingue entre quem paga e quem deixou de pagar, o que é injusto para muitas das empresas mencionadas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Deixou a Obriverca quando chegou ao Benfica mas passou a responsabilidade para a mão de familiares como sabe.

      Gostava de perceber qual o nível de certeza que tem ao dizer que o Benfica não tem crédito vencido. Provavelmente ter acesso a essa informação...

      O que sei dizer é que o Benfica foi considerado uma empresa de risco e não foi à toa que a "caucionada" foi ao ar...

      O que parece também claro é que a torneira da banca nacional secou para o Benfica, que teve que ir à procura de fontes de financiamento alternativo como no negócio de Bernardo Silva.

      Abril está a chegar e são precisos 45 Milhões para liquidar as obrigações... Será que há condições para renovar!? Humm não me cheira, mas provavelmente o anónimo saberá!?

      Eliminar
    2. Mister...a resposta vira sobre a forma de Renato,MU e jorge mendes...

      Eliminar